29 de agosto: Dia Nacional do Combate ao Fumo!

By Equipe Dr. Alexandre 2 anos agoNo Comments
Home  /  Blog  /  29 de agosto: Dia Nacional do Combate ao Fumo!

O Dia Nacional do Combate ao fumo foi criado com o objetivo de incentivar a redução de consumo de tabaco no Brasil que é um grande problema de saúde pública no país.

 

Criado em 1986, pela Lei Federal 7.488, o Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado anualmente no dia 29 de agosto, tem como finalidade incentivar e reforçar as ações nacionais de sensibilização e mobilização da população para os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo fumo.

Além dos danos das áreas mencionadas acima, não é possível escapar do principal dano causado pelo fumo: a saúde! Com mais de 7mil substâncias tóxicas, o cigarro pode causar mais de 50 tipos de doenças, dentre elas o câncer.

Poucas pessoas têm o entendimento de que o tabagismo tem relação com vários tipos de câncer, como por exemplo os cânceres de: pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo do útero e leucemias.

É importante ressaltar que o percentual de adultos fumantes no Brasil vem apresentando uma expressiva queda nas últimas décadas e as ações desenvolvidas pela Política Nacional de Controle do Tabaco têm um importantíssimo papel nesse número.

Em números divulgados pelo INCA, através do site, ao analisar o período entre 1989 a 2010, a queda do percentual de fumantes no Brasil foi de 46%, estimando-se o total de cerca de 420.000 mortes evitadas neste período (PLOS Medicine, 2012).

Todavia, ainda que o número tenha diminuído bastante nos últimos anos, não podemos parar com essa luta, haja vista que, também de acordo com o INCA, estima-se que, no Brasil, a cada ano, cerca de 157 mil pessoas morram precocemente devido às doenças causadas pelo tabagismo.

 

Nesse sentido é preciso tomarmos 3 ações em relação ao combate ao fumo:

 

1 – PREVENÇÃO DA INICIAÇÃO:

O incentivo à manutenção de uma vida saudável e longe do tabaco é essencial para a prevenção da iniciação do fumo, principalmente entre jovens e adolescentes.

Uma maneira efetiva de dar ênfase a essa prevenção é o cumprimento eficaz da legislação que proíbe todas as formas de publicidade, promoção e patrocínio indiretos de produtos de tabaco.

Ainda, são importantes as políticas públicas de incentivo ao esporte, à alimentação e vida saudável desde cedo.

 

2 – APOIO À CESSAÇÃO:

É necessária a realização de medidas e campanhas de redução de demandas relativas à dependência do fumo e incentivo ao abandono do tabaco. Neste sentido, o papel dos profissionais de saúde é fundamental.

Também é importante fortalecer os sistemas de saúde para que facilitem o aconselhamento e incentivo acerca da cessação, bem como a criação de programas de apoio, como linhas telefônicas para ajudar a cessação e outras iniciativas comunitárias, junto com tratamento farmacológico de fácil acesso e baixo custo, quando cabível.

 

3 – PROMOÇÃO DE AMBIENTES LIVRES DA FUMAÇA DO TABACO:

Um ponto importante na luta contra o fumo é em relação ao tabagismo passivo, que é a exposição à fumaça exalada pelos fumantes e por produtos de tabaco durante a sua queima.

Deve-se ressaltar que a exposição à fumaça ambiental do tabaco está correlacionada ao desenvolvimento de doenças e agravos à saúde, mesmo de quem não fuma.

Neste sentido é necessária a promoção de ambientes livres de fumaça do tabaco, reforçando a vedação do uso de tabaco em locais fechados, ambientes com crianças e adolescentes e locais onde há a prática de esportes.

 

Por fim, conclui-se que é possível diminuir cada dia mais o uso do tabaco e evitar inúmeros casos de doenças e mortes em nosso país e no mundo, basta nos unirmos nessa causa!

Cuide-se e respeite a vida de quem você ama: diga não ao fumo e incentive seus familiares e amigos a lutarem por essa causa.

Category:
  Blog
this post was shared 0 times
 000

Leave a Reply