PROBLEMAS NA TIREOIDE SÃO FATORES DE RISCO PARA O CORONAVÍRUS? 

By Equipe Dr. Alexandre 3 semanas agoNo Comments
Home  /  Blog  /  PROBLEMAS NA TIREOIDE SÃO FATORES DE RISCO PARA O CORONAVÍRUS? 

Considerando a necessidade de informações claras, diretas e seguras acerca da pandemia da COVID-19 e referente à lista de pacientes que são considerados com fatores de risco, preparei este conteúdo para esclarecer a relação entre os distúrbios da tireoide e o coronavírus! 

 

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que os pacientes com distúrbios na tireoide NÃO INTEGRAM O GRUPO DE RISCO DO CORONAVÍRUS, ou seja, não são especialmente suscetíveis às complicações da COVID-19todavia podem sofrer com as consequências da nova doença, assim como qualquer pessoa. 

De forma mais detalhada, as pessoas com nódulos na tireoide também não fazem parte do grupo de risco e aquelas com CÂNCER na tireoide, em geral, também não fazem parte, ainda que o paciente tenha realizado cirurgia de retirada da glândula e/ou se submetido a terapia com iodo radioativo. 

Todavia, cumpre-me reforçar que, independente de não entrarem no grupo de risco, todos os pacientes que se encontram nestas situações devem adotar as medidas preventivas, assim como toda a população. 

A única ressalva é para PACIENTES COM METÁSTASES, principalmente nos pulmões, que neste caso, podem sim apresentar um maior risco de infecção graveem razão da doença e dos possíveis efeitos dos medicamentos direcionados ao tratamento. 

Nestes casos, é extremamente importante o acompanhamento com o médico especialista e responsável pelo caso, além de reforçar todos os cuidados que já devem ser tomados normalmente. 

Cumpre-me também, compartilhar três principais esclarecimentos que foram compartilhados pelo Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, diante da situação da Pandemia e com o objetivo de conscientizar a população e os pacientes: 

 

1) O tratamento do hipotireoidismo e do hipertireoidismo não deve sofrer nenhuma alteração no caso de contágio com o coronavírus. Recomenda-se que os pacientes mantenham o uso de seus medicamentos e atualizem as medidas de controle clínico, de acordo com as orientações do seu médico. 

2) Nos casos de maior gravidade, em que for necessária a internação hospitalar, é importante que a equipe médica responsável seja informada sobre o tratamento utilizado, com nome e doses dos medicamentos em uso. 

3) Os pacientes com doenças de tireoide devem seguir as mesmas orientações do Ministério da Saúde destinadas à população geral, ressaltando-se a necessidade de manter o bom controle, tanto do hipotireoidismo quanto do hipertireoidismo. Se necessário, recomenda-se procurar auxílio do seu endocrinologista para atualizações necessárias. 

 

Por fim, se você ainda tem alguma dúvida sobre a questão ou tem curiosidade de saber mais sobre a prevenção contra o coronavírus para os pacientes com problemas na tireoide esclarecidas pelo Departamento de Tireoide, basta clicar no link abaixo:  

https://www.endocrino.org.br/esclarecimentos-do-departamento-de-tireoide-sobre-covid-19/ 

 

Ainda, se você deseja acompanhar as notícias, orientações e ter informações seguras sobre esta especialidade, clique AQUI para acompanhar o meu perfil no Instagram. Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para mandar perguntas por lá ou aqui nos comentários. 

 

Cuide-se e não se esqueça: o câncer não pode esperar! 

Category:
  Blog
this post was shared 0 times
 100

Leave a Reply

Your email address will not be published.