PROBLEMAS NA TIREOIDE PODEM CAUSAR ALTERAÇÕES ESTÉTICAS?

By Equipe Dr. Alexandre 10 meses agoNo Comments
Home  /  Blog  /  PROBLEMAS NA TIREOIDE PODEM CAUSAR ALTERAÇÕES ESTÉTICAS?

Um dos maiores medos atuais, é das deformações estéticas que cada doença pode gerar. Leia e entenda sobre os efeitos das doenças na tireoide!

 

Os maus hábitos da sociedade, leva fatalmente, a um grande número de pessoas com doenças ou com a saúde comprometida de algum modo. E uma vez que esta glândula se encontra no pescoço, que é uma região socialmente exposta, muitos se questionam sobre as possíveis alterações ou danos gerados na estética.

É importante ressaltar, que os problemas relacionados à glândula tireoide são inúmeros, e que, a depender de como essa glândula é afetada, os efeitos podem ser completamente distintos, e até mesmo opostos.

Contudo, no intuito de sintetizar algumas possibilidades de alteração estética, advindas de disfunções da tireoide, preparei uma lista de sinais e sintomas possíveis em caso de Hipotireoidismo (a glândula produz quantidades insuficientes de hormônio) ou Hipertireoidismo (a glândula produz quantidades excessivas de hormônio).

Devemos lembrar que além das alterações hormonais, que podem levar a algum comprometimento estético, a tireoide pode causar alteração local (no pescoço) por aumento de volume ou nódulos.

 

VARIAÇÃO NO PESO

 

Em caso de hipotireoidismo, a baixa produção dos hormônios T3 e T4, provoca sinais e sintomas de um metabolismo lentificado. Entre eles, os mais comuns são: Intolerância ao frio; Discurso e movimentos lentificado; Desânimo; Dificuldade de concentração; Ganho de peso. O ganho de peso, no entanto, costuma ser de alguns poucos quilos e está também muito relacionado a retenção de líquidos. Ninguém se torna obeso apenas por ter hipotireoidismo.

Já no caso do hipertireoidismo, excesso de hormônio tireoidiano pode causar: Ansiedade e irritabilidade; Insônia; Perda de peso sem perda do apetite (às vezes há aumento do apetite); Taquicardia: aumento da frequência cardíaca acima dos 100 batimentos por minuto; Arritmias cardíacas; Tremores nas mãos; Retração das pálpebras; Suores e calor excessivo; Perda de força muscular; Diarreia ou aumento do número de evacuações; Diminuição ou cessação da menstruação.

 

ALTERAÇÕES NA PELE

           

 Neste caso, trata-se especificamente do hipotireoidismo, que causa uma diminuição do aporte de sangue para a pele, deixando-a mais pálida e fria. A palidez da pele também pode ser causada por anemia, um achado comum nesta doença.

A queda de cabelo é um achado frequente e as unhas tornam-se frágeis. O paciente também apresenta uma menor capacidade de suar.

Os pacientes com hipotireoidismo apresentam um acúmulo de duas substâncias, chamadas de ácido hialurônico e condroitinossulfato. Ambas se depositam na pele e formam uma espécie de gelatina quando misturadas à água. Por isso é comum haver um espessamento da camada mais superficial da pele, tornando-a mais grossa e ressecada.

Nos casos de hipotireoidismo grave pode haver retenção de líquidos nas pernas e no resto do corpo, que se misturam a essas duas substâncias formando um edema duro, chamado de mixedema.

 

VALE LEMBRAR

 

Todas essas informações, apesar de verazes, são extremamente genéricas. É sempre importante ficar atento e ao menor sinal, iniciar o tratamento com um profissional especialista.

 

SAIBA MAIS

Para mais informações sobre doenças, tratamentos, e muito mais, acesse o meu Instagram clicando aqui, e veja as outras notícias do meu site clicando aqui.

Category:
  Blog
this post was shared 0 times
 000

Leave a Reply